8 empresas que investem no plástico reciclado

Hoje não podemos ficar sem fazer nada diante do que está acontecendo no meio ambiente, todos os dias diante dos nossos olhos.

Simplesmente dizer “o plástico polui” não é suficiente e não leva a nada: é agir que importa!

Em nosso novo artigo, gostaríamos de contar o caminho de 8 empresas que decidiram empreender ações concretas investindo em materiais plásticos reciclados para fazer a diferença. Não só para uma maior sustentabilidade ambiental, mas também para vencer os desafios do mercado, trazendo benefícios aos mesmos consumidores.

Boa leitura!

Garrafas de plástico 100% reciclado

É italiana a primeira fábrica do mundo que fabrica garrafas com plástico 100% reciclado.

Construída en Veneto (Itália) pela empresa SIPA e inaugurada no Japão, a sua tecnologia permite também reduzir as emissões de CO2 em 60% e a eletricidade utilizada em 30%, num sistema perfeitamente circular. Desta forma, os resíduos são transformados em algo sustentável, económico e, ao mesmo tempo, de altíssima qualidade.

A coleção em nylon reciclado da Prada 

No sector da moda, é preciso mencionar Prada, que há algum tempo optou por investir na produção de bolsas em nylon reciclado. A coleção chama-se Re-Nylon e, para a sua produção, é utilizado o Econyl: uma mecha obtida a partir do plástico recolhido dos oceanos, redes de pesca e outros resíduos. Re-Nylon também é infinitamente reutilizável, pois pode ser regenerado um número ilimitado de vezes. O objetivo desta empresa é eliminar completamente o nylon virgem da sua produção. Trata-se de uma notícia revolucionária, considerando que a Prada usa nada menos que 700.000 metros dessa fibra sintética.

A segunda vida do tecido nas bolsas da Longchamp

Prosseguindo com a moda, a famosa casa de moda francesa Longchamp criou “Le Pliage green”, ou seja, a versão sustentável da icónica bolsa famosa no mundo inteiro e fabricada com material reciclado. De facto, o tecido colorido desta bolsa é constituído por poliamida reciclada.

As embalagens recicladas da Ferrero

Também em relação às embalagens, é imprescindível prestar mais atenção, tendo necessariamente em consideração a reciclabilidade deles. Nesse contexto, a Ferrero lançou uma importante estratégia baseada nos 5Rs (Redução, Remoção, Reciclagem, Renovação, Reutilização), que permitiu à empresa retirar mais de 6.500 toneladas de plástico rígido das embalagens de alguns produtos e introduzir 90% de material reciclados nesses recipientes.

Dessa forma, evitou-se a produção de mais 10.000 toneladas de material virgem.

Garrafas da Coca Cola de rPET

Ainda sobre as embalagens, a multinacional Coca Cola decidiu investir na reciclagem há muito tempo, fabricando garrafas com 50% de plástico reciclado e, há alguns meses, também começou a produzir garrafas de 100% rPET na América do Norte. Trata-se de uma decisão importante que esta empresa tomou para tornar seus produtos mais sustentáveis, empreendendo ações de economia circular e eliminando o uso de plásticos virgens na próxima década. As garrafas de plástico reciclado permitem, além disso, uma redução de 21% em emissões de carbono.

Os famosos recipientes da Tupperware de plástico reciclado

Seguindo sua filosofia dos “3Rs”: Reduzir, Reutilizar e Reciclar, a Tupperware criou várias linhas de produtos feitos a partir do plástico reciclado. O objetivo é reduzir a produção de resíduos em cada fase do ciclo de vida do produto: projeto, produção e distribuição, consumo, reciclagem e recuperação.

650 milhões de garrafas recicladas para os tapetes dos carros da Ford

No que diz respeito ao sector automóvel, a construtora de automóveis Ford decidiu transformar as garrafas de plástico em tapetes para um de seus modelos emblemáticos, o Ecosport. Foram recicladas mais de 650 milhões de garrafas de plástico de meio litro que, uma ao lado da outra, poderiam cobrir uma distância equivalente a mais de duas vezes a circunferência do mundo!

Hoje, a Ford recicla 1,2 mil milhões de garrafas por ano.

Ótima foi também a ideia de Enrico Diddi da empresa italiana Cashlab: um edredom “sustentável” feito com o plástico das garrafas. De facto, ao substituir as penas de ganso do enchimento por cachemire reciclado e poliéster regenerado, aplica-se um conceito de “moda circular” e “respeitador dos animais”, ajudando a recuperar os resíduos plásticos para dar-lhes uma vida nova e útil.

Esperamos que a nossa viagem para conhecer algumas empresas e as decisões delas sob o signo da reciclagem tenha sido útil para compreender melhor a importância de um tema tão importante, mesmo na hora de comprar um produto.